segunda-feira, 31 de maio de 2010

Do Caráter e do Respeito



Minha finada e complicada mãe citava um aforismo: “O tempo está para as pessoas assim como para os vinhos: aprimora os bons e azeda os maus.” Já o Machado de Assis corrige outro ditado: “A ocasião não faz o ladrão, faz o furto, porque o ladrão já nasce feito.” Ambos afirmam algo trazido de nascença, congênito. Afinal, o caráter, bom ou mau, já vem do ventre ou se forma na relação com o meio?

A ciência biológica nos ensina que nascemos propensos a certas doenças, daí deduzo o mesmo para o caráter. Como quem nasce numa família de cancerosos não necessariamente se torna um, quem nasce no meio de pessoas falsas não necessariamente será mais um.

domingo, 30 de maio de 2010

JOSÉ SARAMAGO E O DESEMPREGO


Diante das manifestações que se estão preparando em toda a Europa, de protesto contra o desemprego, escrevi, a pedido de um grupo de sindicalistas, o texto que a seguir se reproduz.



Não ao Desemprego

A gravíssima crise económica e financeira que está convulsionando o mundo traz-nos a angustiante sensação de que chegámos ao final de uma época sem que se consiga vislumbrar o que e como será o que virá de seguida.

Que fazemos nós, que assistimos, impotentes, ao avanço esmagador dos grandes potentados económicos e financeiros, loucos por conquistar mais e mais dinheiro, mais e mais poder, com todos os meios legais ou ilegais ao seu alcance, limpos ou sujos, regulares ou criminais?
Podemos deixar a saída da crise nas mãos dos peritos? Não são eles precisamente, os banqueiros, os políticos de máximo nível mundial, os directores das grandes multinacionais, os especuladores, com a cumplicidade dos meios de comunicação social, os que, com a soberba de quem se considera possuidor da última sabedoria, nos mandavam calar quando, nos últimos trinta anos, timidamente protestávamos, dizendo que não sabíamos nada, e por isso nos ridicularizavam? Era o tempo do império absoluto do Mercado, essa entidade presunçosamente auto-reformável e auto-regulável encarregada pelo imutável destino de preparar e defender para sempre e jamais a nossa felicidade pessoal e colectiva, ainda que a realidade se encarregasse de desmenti-lo a cada hora que passava.

E agora, quando cada dia aumenta o número de desempregados? Vão acabar por fim os paraísos fiscais e as contas numeradas? Será implacavelmente investigada a origem de gigantescos depósitos bancários, de engenharias financeiras claramente delitivas, de inversões opacas que, em muitos casos, mais não são que massivas lavagens de dinheiro negro, do narcotráfico e outras actividades canalhas? E os expedientes de crise, habilmente preparados para benefício dos conselhos de administração e contra os trabalhadores?

Quem resolve o problema dos desempregados, milhões de vítimas da chamada crise, que pela avareza, a maldade ou a estupidez dos poderosos vão continuar desempregados, mal-vivendo temporariamente de míseros subsídios do Estado, enquanto os grandes executivos e administradores de empresas deliberadamente conduzidas à falência gozam de quantias milionárias cobertas por contratos blindados?

O que se está a passar é, em todos os aspectos, um crime contra a humanidade e desde esta perspectiva deve ser analisado nos foruns públicos e nas consciências. Não é exagero. Crimes contra a humanidade não são apenas os genocídios, os etnocídios, os campos de morte, as torturas, os assassinatos selectivos, as fomes deliberadamente provocadas, as contaminações massivas, as humilhações como método repressivo da identidade das vítimas. Crime contra a humanidade é também o que os poderes financeiros e económicos, com a cumplicidade efectiva ou tácita de os governos, friamente perpetraram contra milhões de pessoas em todo o mundo, ameaçadas de perder o que lhes resta, a sua casa e as suas poupanças, depois de terem perdido a única e tantas vezes escassa fonte de rendimiento, quer dizer, o seu trabalho.

Dizer ?Não ao Desemprego? é um dever ético, um imperativo moral. Como o é denunciar que esta situação não a geraram os trabalhadores, que não são os empregados os que devem pagar a estultícia e os erros do sistema.

Dizer ?Não ao Desemprego? é travar o genocídio lento mas implacável a que o sistema condena milhões de pessoas. Sabemos que podemos sair desta crise, sabemos que não pedimos a lua. E sabemos que temos voz para usá-la. Frente à soberba do sistema, invoquemos o nosso direito à crítica e ao nosso protesto. Eles não sabem tudo. Equivocaram-se. Enganaram-nos. Não toleremos ser suas vítimas.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Da série. ESTRUTURAS.

Acrilico sobre tela 0m69 x 1m 10

quarta-feira, 26 de maio de 2010

ESPAÇO DONJUAN - EM ANTONIO CARLOS.

CONVITE DO ESPAÇO DONJUAN DE ANTONIO CARLOS PARA SHOW NA SEXTA,DIA 28 DE MAIO. OS MÚSICOS SÃO FEIOS, AGORA, ROLAM UM SOM DE PRIMEIRÍSSIMA QUALIDADE. ALIÁS, O ESPAÇO TODO É DE PRIMEIRO MUNDO. DISPARADO O MELHOR LUGAR DA NOITE EM SANTA CATARINA.









                   E  podem aproveitar e ver alguns trabalhos meus em exposição  Quem puder, apareça.Vale realmente a pena!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Convite da Fundación Felisberto Hernández para lançamento do livro "El caballo perdido y otros cuentos".



  Já fiz um pequeno comentário deste belíssimo livro, de um dos autores mais festejados da America Latina ,por ocasião da primeira edição em português no Brasil.Agora está sendo  reeditado no Uruguai,terra natal de  Felisberto Hernández .

segunda-feira, 24 de maio de 2010

ONDE VIVEM OS MONSTROS.



Pela leitura da crítica , por ser do Spike Jonze,não sei que me levou a assistir este filme. Mas não me arrependi. A história de um menino atravessando , sozinho, uma fase   importante da sua vida é uma emoção só! Quem lembra do tempo que foi criança vai curtir demais. Momentos em que é impossível não se identificar com o personagem principal. O filme em si, resolveu de uma maneira que não deu para perceber -pelo menos para mim- a passagem da realidade para os de fantasia. Na verdade pelo desenrolar da história o espectador tem seu espírito preparado de tal maneira que quando aconteçe, já estamos todos crianças novamente.Sem problemas. A parte técnica ,perfeita, nos dá monstros e uma situação completamente plausíveis. Resultado evidentemente da competência da soma direção e atores.Muito bom e gostoso . Acho que mais para adultos. Não conheci ainda nenhuma criança que o tenha assistido.Gostaria de saber a opinião de uma delas.Mas realmente vale a pena!Confiram.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

QUE ENSAIO!

video
       O espetáculo da  musica popular brasileira.- A legítima - Remetido pelo Zé Lisboa de Porto Alegre. Valeu,Zé!

terça-feira, 18 de maio de 2010

É VERDADE


           "Eu não sei qual o segredo do sucesso, mas o segredo do fracasso é tentar agradar todo mundo." [Bill Cosby]

segunda-feira, 17 de maio de 2010

_serra e miriam leitao.mov



Olha só o nível da bobagem da entrevistadora! E é tida como uma das melhores da rede Globo. Imaginem só a quantidade de sandices  que estes "jornalistas" despreparados e ávidos por serem mais notícia do que o entrevistado,cometem todos os dias.E o pior é a quantidade de asneiras multiplicadas por pessoas que acreditam em tudo, porque deu na Globo.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

SANDRO CASOTTI -EXPOSIÇÃO AVIS BRASILIS.

QUEM PUDER,VÁ VER. A EXPOSIÇÃO ESTÁ ESPETACULAR. SANDRO SE SUPERA AO RETRATAR AVES BRASILEIRAS COM RARA MAESTRIA.

domingo, 9 de maio de 2010

Dia das mamães. Linda e singela poesia.


Mãe
Elizabeth Maria Chemin Bodanese


No jardim da minha alma
Moras tu, anjo que me guarda,
Doce mãe bondosa,
Para mim a mais carinhosa.
Ensinaste aos filhos
O respeito e o amor,
A beleza que há na flor.

Contigo aprendi
Que todos os dias podem ser belos.
Aprendi a amar o mar...
No jardim colher violetas...
E com elas a casa enfeitar.
Aprendi a sonhar...
Dar sentido à vida em qualquer lugar.

Contigo, mãe, aprendi...
A amar a todas as criaturas!
Por isso agora te digo,
De coração aberto e amigo,
Obrigada pela vida,
Que me deste, mãe querida.

Mãe do embalo, do aconchego,
Do acalanto à filha com medo,
Teu nome gravado brilha,
Com letras douradas...
No coração de tua filha.



Minha amiga Helisabeth Bodanese de Pato Branco,compôs para sua mamãe e eu tomei emprestado

segunda-feira, 3 de maio de 2010

GRÊMIO FOOT-BALL PORTO ALEGRENSE

Desculpem os não-gremistas, mas vocês não sabem o que estão perdendo!!

Hino do Grêmio - Chimarruts

Gostei muito deste arranjo do Chimarruts !!A letra pra quem não sabe é do Lupicinio Rodrigues

domingo, 2 de maio de 2010

Pra rir um pouco !


           É humor-negro ,sem dúvida,mas 100% válido.A hipocrisia das religiões não pode ficar impune.
 
Real Time Web Analytics